Regência Verbal – Passo a Passo

verbo

Clique aqui => Regência Verbal Passo a passo

Anúncios

  1. #1 por Paulo Tahara em 18 de março de 2016 - 18:28

    João!!! Ajuda ae!!!

    69. (CESPE) “Sabemos hoje que a globalização e a tecnologia de Internet não aproximam e, ao contrário, podem até mesmo distanciar as diferenças na renda dos países mais pobres em relação à dos países mais ricos.”

    Na expressão “em relação à”, o sinal indicativo de crase é exigido em virtude de, na posição
    subsequente, ser possível subentender uma palavra no feminino que está elíptica.

    Grato,
    Paulo Tahara.

    Curtir

    • #2 por Joao Bolognesi em 21 de março de 2016 - 02:13

      Paulo,
      é uma questão que envolve gramática + interpretação, pois você deve perceber que
      “renda dos países mais pobres em relação à dos países mais ricos”
      equivale a
      “renda dos países mais pobres em relação à renda dos países mais ricos”
      Só se entenderá a crase e a questão caso se perceba a palavra implícita.

      A troca ajuda a confirmar:
      “rendimento dos países mais pobres em relação ao dos países mais ricos”
      “renda dos países mais pobres em relação à dos países mais ricos”

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

  2. #3 por NILZA RODRIGUES em 24 de março de 2016 - 17:48

    Boa tarde.

    Professor fique em dúvida na frase: Faltaram cinco carimbos ou faltou cinco carimbos.
    Seria a primeira, pois o verbo tem que concordar com o sujeito? E o verbo é VTD

    Curtir

    • #4 por Joao Bolognesi em 29 de março de 2016 - 19:36

      Nilza, na frase “Faltaram cinco carimbos”, o termo “cinco carimbos” funciona como sujeito. Na ordem direta temos: “Cinco carimbos faltaram”. O verbo, nesta frase, é intransitivo.
      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  3. #5 por Iana Pimentel em 26 de março de 2016 - 19:55

    Boa tarde professor!
    Cadê os exercícios de sintaxe – pronome pessoal?

    Curtir

  4. #7 por Elaine Espolador em 21 de novembro de 2016 - 19:32

    Boa tarde professor!
    Uma dúvida em relação a questão 13 de regência passo a passo.
    Identifique a preposição que o verbo está exigindo.
    13. Alguns dos participantes não acreditaram na cobrança e muito menos no valor cobrado.
    No gabarito está sublinhado o na- referente ao verbo acreditaram e também está sublinhado o no-referente ao no valor cobrado. Eu não entendi o motivo do no estar sublinhado. Pode esclarecer?
    Obrigada

    Curtir

    • #8 por Joao Bolognesi em 26 de novembro de 2016 - 11:43

      Elaine,
      “não acreditaram” em duas coisas: na cobrança e…no valor cobrado.
      Há dois objetos indiretos, ambos exigidos pelo verbo “acreditar” (acreditar EM algo).

      Reveja a dúvida e, qualquer persistência, volte a me questionar.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  5. #9 por Sarah Monteiro em 16 de fevereiro de 2017 - 19:14

    Olá Professor,

    Sou sua aluna do Damásio no Curso de Agente da Polícia Federal.

    Nesse material acerca da Regência não consegui entender uma oração:

    “ERA NOVO O LIVRO QUE JOSÉ LEU”. Sendo o verbo LEU transitivo direto, e o pronome QUE objeto direto.

    Não consegui entender por que o pronome QUE é o objeto direto. Até então entendia que o objeto direto seria LIVRO.

    Desde já, muito obrigada.

    Curtir

    • #10 por Joao Bolognesi em 16 de fevereiro de 2017 - 23:37

      Sarah,

      a análise com pronome relativo é bastante exigente.

      Pense que o pronome substitui o termo “o livro”, mas você está analisando o pronome relativo e não o termo da oração anterior.

      Apesar de o pronome retomar “o livro”, o OD de “leu” é o pronome relativo “que”.

      Então precisamos organizar o foco:

      1. na morfologia o “que” em análise pertence à classe de palavras “pronome relativo”;

      2. o seu significado é “o livro”;

      3. na oração em que está inserido funciona como objeto direto do verbo “ler”.

      Portanto, seu raciocínio não está errado, pois “José leu o livro”. Deve-se apenar ficar atento à frase em análise: “que José leu”.
      José = sujeito
      leu = VTD
      que [o livro] = OD

      Aqui no blog, procure pelo pronome relativo. Há muitos materiais.

      Abraços!

      Curtir

  6. #11 por valmir junior em 23 de fevereiro de 2017 - 15:16

    (CESPE) No sentido de fazer ou realizar algo, o verbo “proceder” admite dois empregos, de acordo com a
    norma culta: “proceder à busca” e “proceder a busca”, sem alteração de sentido.

    RESPOSTA – (proceder, com sentido de fazer, realizar, exige
    sempre preposição A)

    PROFESSOR, Não entendi a exigência da preposição A nos verbos ( fazer e realizar ), ( quem faz, faz algo) e ( quem realiza, realiza algo ). Eu desclassificaria a questão por não exigir a preposição A. Professor pode me explicar por favor por que exige essa preposição? OBG.

    Curtir

    • #12 por Joao Bolognesi em 24 de fevereiro de 2017 - 13:26

      Valmir,
      você analisou os verbos “fazer” e “realizar”, que realmente são VTDs.

      O verbo da questão é somente o “proceder”, que, quando significar “fazer”, “realizar”, exige a preposição A.
      O sentido é um foco; a regência é outro.

      sentido – fazer, realizar, proceder = sinônimos

      regência –
      fazer = VTD
      realizar = VTD
      proceder = VTI (exige a preposição A)

      Bons estudos e boa sorte.

      Curtir

  7. #13 por elisa tronco em 17 de maio de 2017 - 20:15

    Olá professor.

    Quanto a seguinte questão:

    (TJ/PR/2009) 12- Assinale a opção que apresenta todas as afirmativas corretas sobre aspectos morfológicos, sintáticos e semânticos do trecho:

    Volta para o estúdio. Os âncoras fecham a cara. Estão bravos com o aumento de preços. E o que fazer para proteger o seu dinheiro? A reportagem é agora com um economista, que, compenetrado, surge fazendo cálculos na calculadora.

    I. Volta e âncoras são palavras polissêmicas. No trecho, a primeira significa o deslocamento da
    imagem do supermercado para o ambiente fechado.
    II. Os três primeiros períodos podem ser, corretamente, escritos: ”Volta para o estúdio e os âncoras
    fecham a cara porque estão bravos com o aumento de preços.”
    III. O adjetivo que se refere ao economista tem a função sintática de predicativo e pode ser,
    corretamente, colocado após o verbo surgir.
    IV. As expressões: para o estúdio, a cara, com o aumento de preços e o seu dinheiro são
    complementos verbais, na função sintática de objetos diretos ou indiretos.
    V. O quarto período do trecho pode ser transposto para a voz passiva, sem identificação do agente da
    passiva.

    a) III e IV
    b) I, II, III e V
    c) III, IV e V
    d) I, II, III e IV
    e) II, III e IV

    A resposta correta é a alternativa B, contudo consegui encontrar o erro da afirmativa IV.

    Você poderia me ajudar?

    Curtir

    • #14 por Joao Bolognesi em 26 de maio de 2017 - 11:54

      Elisa, o item IV traz análise sintática dos termos. Realmente, quase todos ali trazem classificação adequada, ou seja, são complementos verbais, exceto “Estão bravos com o aumento de preços“.
      O termo em destaque se vincula a “bravos”, adjetivo e, por isso, “[bravos] com o aumento dos preços” complemento nominal.

      No item V, temos a transformação para a voz passiva, o que necessita de VTD + OD, funções que ocorrem no trecho em análise:
      E o que fazer para proteger o seu dinheiro?
      = E o que fazer para o seu dinheiro ser protegido?

      Abraços

      Curtir

  8. #15 por Regiane em 23 de maio de 2017 - 20:47

    Boa Noite Professor, sou aluna do Damásio TJ-SP on-line. Estudando o material indicado – Regência Verbal Passo a Passo, página 10, em nenhum dos dois exemplos encontrei corretamente o verbo, poderia me ajudar a encontrar onde estou errando? O que me falta para entender!?

    Curtir

    • #16 por Joao Bolognesi em 26 de maio de 2017 - 11:38

      Regiane,
      o verbo identificamos pelas suas características ímpares, ou seja, nenhuma outra palavra consegue trazer as formas do verbo. No caso em análise, são os verbos “resulta” e “ocorre”.
      Pense que só os verbos conseguem flexões como: resultou, resultava, resultará; resulto, resulta, resultamos, resultam…
      Devido a essas características, ele é inconfundível em relação a qualquer outra classe de palavra.
      Continue tentando.
      Abraços.

      Curtir

      • #17 por Regiane em 6 de junho de 2017 - 18:24

        Obrigada Professor.

        Curtir

  9. #18 por Maurício em 7 de julho de 2017 - 17:55

    Grande prof. João estou com dúvida na resposta da questão 15

    15. A imposição da multa ao cidadão, neste caso, provém de uma lei de aplicação recente.

    “imposição” também não rege a preposição “de” igual ao “prover”?

    Curtir

    • #19 por Joao Bolognesi em 8 de julho de 2017 - 17:38

      Maurício,
      você toca em um ponto fundamental: regência verbal ou regência nominal?
      Como a questão pede “Identifique a preposição que o verbo está exigindo”, você deveria estar atento ao verbo “provém”.
      O substantivo “imposição” também rege -imposição DE algo A alguém-, mas a questão pedia apenas a regência verbal.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  10. #20 por Alice Pian Alves em 29 de abril de 2018 - 18:31

    Professor, sempre fico em dúvida quando tem na mesma frase dois verbos, como por exemplo:
    “Resulta da vontade popular, mediante eleições, a escolha de candidatos”.
    Na apostila, o Sr. menciona que Verbo é “resulta” e sujeito seria “a escolha de candidatos”. Porém, logo que vi a frase pensei que o verbo seria “escolha”. Como faço para diferenciar um verbo de outro e saber qual é o verbo transitivo da frase?

    Curtir

    • #21 por Joao Bolognesi em 30 de abril de 2018 - 13:03

      Alice,
      na frase enviada “escolha” é um substantivo. A presença do artigo “a” (a escolha) e a função de sujeito do verbo “resulta” (a escolha de candidatos resulta da vontade popular) reforçam o uso como substantivo.

      Assim temos a palavra “escolha” com a possibilidade de ser:
      . verbo do subjuntivo: “que ele escolha o melhor”
      . verbo do imperativo: “Escolha seu presente”
      . substantivo: “a escolha foi boa”

      Isso não ocorre apenas com “escolha”. Você encontrará em vários momentos uma palavra com variada atuação dentro de uma oração e isso dependerá de como a frase está construída, como os elementos estão harmonizados.
      Qualquer dúvida, refaça a pergunta.
      Bons estudos.

      Curtir

  11. #22 por Gabriela Bissani em 30 de abril de 2018 - 13:07

    Olá, Professor.
    surgiu-me uma dúvida durante uma de suas aulas do curso de Analista do TJ, o qual estou fazendo.

    Exemplo: O aluno comeu o lanche. Neste caso, trata-se de verbo transitivo indireto, uma vez que traz o objeto e não necessita de preposição.

    Mas, neste segundo exemplo: O aluno comeu ontem.
    Trata-se de verbo de ligação?

    Grata, se puder esclarecer.

    Curtir

    • #23 por Joao Bolognesi em 30 de abril de 2018 - 17:41

      Gabriela,
      em “O aluno comeu o lanche”, como você retificou em mensagem posterior, trata-se de VTD + OD.
      Já em “O aluno comeu ontem”, temos verbo intransitivo + adjunto adverbial de tempo.
      A ação de “comer” foi usada em sentido geral, absoluto, sem o detalhamento do que se comeu. Por isso, é VI.

      Observe:
      – Ele comeu o lanche => a ação transita até um objeto => VTD + OD
      – Ele comeu ontem => a ação não transita até um objeto => VI

      Outros exemplos:
      – Ele leu o livro => a ação transita até um objeto => VTD + OD
      – Ele não é analfabeto, ele lê bem => a ação não transita até um objeto => VI

      – Ele lê => VI
      – Ele leu a história => VTD + OD
      – Ele leu a história ao filho => VTDI + OD, OI
      – Ele leu ao filho => VTI + OI

      Conclusão: os verbos têm potenciais e usá-los todos ou nenhum dependerá das intenções da construção.

      Bons estudos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: