Partitivos na Concordância

letras-de-ferro

Clique aqui => Partitivos na concordância

(Material atualizado com novas questões em 9 de abril de 2016)

Anúncios

  1. #1 por Luciana Amorim em 27 de março de 2016 - 00:53

    Prof. dos 33 exercícios de partitivo e porcentagem errei apenas, já que fiquei na dúvida quanto a determinação da porcentagem, espero ter apreendido tudo que você nos passou. Obrigada por sua maravilhosa aula e suas analogias fantásticas!!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. #2 por Anônimo em 27 de março de 2016 - 22:35

    Professor,
    Agradeço a oferta de material de qualidade, com organização e, sobretudo, de fácil entendimento.
    A disponibilidade deste material bem como as aulas expositivas (curso Damásio – Unidade Sto. Antonio de Pádua- RJ) são fundamentais para aprovação em qualquer concurso público.

    Curtido por 1 pessoa

  3. #3 por Natália em 11 de julho de 2016 - 16:28

    Olá professor João! Muito bom o material, mas fiquei com uma dúvida, se acaso puder me ajudar: na página 8 desse material, observação 2, há os exemplos “Um quarto não fez a prova” e “Dois terços acertaram a pergunta”. O senhor nos explicou que plural é acima de dois, e ambos as frações são menores que dois, então por que um caso é plural e o outro singular? Ou devo olhar apenas para o numerador da fração? Obrigada e grande abraço, Natália.

    Curtido por 1 pessoa

    • #4 por Joao Bolognesi em 12 de julho de 2016 - 12:11

      Natália, você processou o resultado.
      É para observar o numerador: quando há 1 no numerador (1/3, 1/4…), temos singular; a partir do 2 no numerador (2/3, 2/4, 3/4, 3/5…), aí temos o plural.

      Bons estudos e boa sorte.

      Curtir

  4. #5 por Raphael em 27 de agosto de 2016 - 18:20

    Material top, muito obrigado!

    Curtido por 1 pessoa

  5. #6 por Raphael em 27 de agosto de 2016 - 19:46

    Por favor professor, poderias esclarecer melhor a resposta do 19? Muito obrigado pelo material, consegui fazer todas.

    Curtir

    • #7 por Joao Bolognesi em 29 de agosto de 2016 - 01:42

      Raphael, pode-se concordar com o numeral fracionário ou com o adjunto adnominal a ele vinculado. Daí a dupla concordância.
      Reveja a questão e procure detectar qual é a dúvida.

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

  6. #8 por Tarciane Guimarães em 18 de outubro de 2016 - 16:46

    Professor,
    Boa tarde !
    Nessa questão abaixo , porque não poderia ser a letra B ,concordo com a letra “A” porém tive essa duvida.

    11. (FCC) Substituindo-se o segmento em destaque pelo que se encontra entre parênteses, o verbo que também
    poderá ser corretamente flexionado no plural está grifado em:
    a) …metade da população mundial (metade dos habitantes do planeta) vive hoje em lugares…
    b) A queda no número de nascimentos (A diminuição nos índices de natalidade) tem tirado o sono dos
    estudiosos…
    c) …a expectativa de vida ao nascer (a expectativa de vida das populações atuais) chegará aos 75 anos.
    d) Nosso sistema de aposentadoria (de beneficiários) precisa ser totalmente reformulado.
    e) o fenômeno demográfico em curso abre uma oportunidade única (oportunidades valiosas) para ….

    Curtir

    • #9 por Joao Bolognesi em 21 de outubro de 2016 - 10:35

      Tarciane,

      a regra geral é o verbo concordar com o núcleo do sujeito.
      Quando há alguma regra que se desvia da geral, é necessário haver uma abonação, que, em geral, nasce dos gramáticos e escritores renomados. Algo que a tradição gramatical aceita e conserva, “domesticando” o desvio.

      Portanto, pense assim: tudo que se desvia da regra geral deve estar previsto.
      Na letra B, temos o substantivo “diminuição” no núcleo do sujeito, situação em que em momento algum se pode desviar da regra geral. Conclua que o substantivo “diminuição” não entra nos partitivos.

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

  7. #10 por Rosa David em 24 de maio de 2018 - 20:35

    Prof. boa tarde!

    Questão 25. (VUNESP) Julgue a correção do trecho.
    Restava, após as sucessivas perdas, pouco mais de 30% dos investimentos originais.

    Concordando com a porcentagem, o gabarito é errado.

    Dúvida: podemos concordar com o termo “pouco mais de” (da mesma forma que concordamos com o termo “a maioria de”)? Estando assim, o trecho correto.

    Curtir

  8. #11 por Francisco em 3 de junho de 2018 - 17:27

    Boa tarde Prof.

    A regra geral então é sempre colocar o verbo Haver e fazer no singular?

    No aguardo,
    Obrigado

    Curtir

    • #12 por Joao Bolognesi em 3 de junho de 2018 - 19:57

      Francisco,
      a regra que impõe o singular não deve ser generalizada, já que “haver” e “fazer” têm vários sentidos e usos. Se há variedades, não há uma regra única e geral.

      Eles ficam no singular quando são classificados como impessoais e formam oração sem sujeito.
      Para que isso se concretize, há o sentido que se impõe:
      – haver => sinônimo de existir
      “Houve falhas. Haverá eleições”

      – fazer => referindo-se à ideia de tempo
      “Eles se mudaram desta região faz 5 anos. Isso aconteceu comigo faz duas semanas.”
      (“Fazer” não concorda com o tempo.)

      Conclusão: “haver” e “fazer” têm vários sentidos e usos, entres eles há também o impessoal.

      Um material que aborda isso é “Há de haver”.
      https://joaobolognesi.com/2016/04/25/ha-de-haver/

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: