Questão Comentada – Concordância e Crase – CESPE

CESPE

 

O Poder Executivo tomou a correta decisão de vetar na íntegra a lei que volta a relaxar os controles para a criação de municípios devido ao efeito devastador que essa lei, caso vigore, causará nas contas públicas, já abaladas. Criar novas prefeituras significa aumentar a pressão por aumento dos repasses de estados e da União. Ou seja, mais gastos públicos. O passado mostra que a maioria das mais de mil novas cidades não consegue arcar com o custo dos incontáveis empregos públicos e de estruturas surgidas do nada, apenas devido à mudança de status do distrito para município. O Globo, 5/3/2014 (com adaptações).

A correção gramatical e o sentido do texto acima seriam preservados caso se substituísse:

a) “significa” por “significam”.

b) “vetar” por “vetarem”.

c) “consegue” por “conseguem”.

d) “causará” por “causarão”.

e) “à mudança” por “as mudanças”.

 

Clique aqui => Questão Comentada – Concordância e Crase

 

 

Anúncios

, ,

  1. #1 por Fernando em 22 de julho de 2016 - 13:19

    Prof. João, por favor.
    Um trecho que criei ( da lei), assim: …É um desdobramento dele (ref direito à vida) a obrigação estatal de garantir às pessoas a continuidade plena do seu exercício.

    Aquele ‘a’ antes de obrigação qual a situação ? Leva crase ? Entendo que poderia. Mas não tenho certeza.

    Curtir

    • #2 por Joao Bolognesi em 22 de julho de 2016 - 14:35

      Fernando, sem crase.
      o termo “obrigação” é o núcleo do sujeito, portanto sem preposição.

      A dúvida surge devido à ordem inversa. Observe a sua frase em ordem direta:
      “a obrigação estatal de garantir às pessoas a continuidade plena do seu exercício é um desdobramento dele”.
      Pergunte a si o que é o desdobramento dele e terá como resposta a obrigação.

      Inverter a ordem da construção quase sempre se faz para gerar efeitos de construções e, por extensão, efeitos retóricos. Não é algo ao acaso, mas se deve ter maior zelo no controle.

      Abraços.

      Curtir

      • #3 por Fernando em 22 de julho de 2016 - 17:55

        Entendido. Obrigado!

        Curtido por 1 pessoa

  2. #4 por Viviane Bortolozzo Ferrão em 31 de agosto de 2016 - 17:00

    professor, na aulas do TRE faltou responder a questão 12, e eu não achei o gabarito, poderia me passar por favor

    Q12- Está plenamente adequada a pontuação da seguinte frase:
    a) Atualmente, ocorre na internet com cansativa frequência, a atribuição de textos insípidos aos grandes autores da nossa literatura, o que concorre certamente para a propagação do mau gosto, e a banalização da fraude. 01/08/2016 12
    b) Atualmente ocorre na internet, com cansativa frequência, a atribuição de textos insípidos, aos grandes autores da nossa literatura, o que concorre certamente, para a propagação do mau gosto e a banalização da fraude.
    c) Atualmente, ocorre na internet, com cansativa frequência, a atribuição de textos insípidos aos grandes autores da nossa literatura, o que concorre, certamente, para a propagação do mau gosto e a banalização da fraude.
    d) Atualmente ocorre, na internet com cansativa frequência, a atribuição de textos insípidos, aos grandes autores, da nossa literatura o que concorre, certamente, para a propagação do mau gosto e a banalização da fraude. 01/08/2016 13
    e) Atualmente ocorre, na internet, com cansativa frequência a atribuição, de textos insípidos, aos grandes autores da nossa literatura, o que concorre, certamente para a propagação do mau gosto, e a banalização da fraude.

    Curtir

  3. #7 por Cassia dos Santos em 29 de maio de 2017 - 01:07

    Boa noite professor

    Chamo-me Cassia e estava fazendo os exercícios da vunesp e fiquei com dúvida quanto a crase frente aos verbos.Afinal vai a crase ou não vai?

    Curtir

    • #8 por Joao Bolognesi em 2 de junho de 2017 - 17:35

      Cassia,
      no português, em qualquer situação em que se use verbo, não há possibilidade de se usar também um artigo feminino e, por isso, não há ocorrência de crase antes de verbo.

      Há a situação do “a” antes de infinitivo, mas é só preposição: a partir de, a começar por, a combinar, está a estudar, começou a chover.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: