Comentários à Prova Discursiva do TRE-SP (2017)

FCC

No material anexo, converso com vocês sobre alguns aspectos importantes do edital e das propostas redacionais da FCC. Boa leitura e boa prova.

Clique aqui => tre-sp-redacao-jan-2017

Anúncios

,

  1. #1 por Priscila em 2 de fevereiro de 2017 - 17:18

    Boa tarde professor..
    como separo a palavra estriadas?

    Curtir

    • #2 por Joao Bolognesi em 2 de fevereiro de 2017 - 20:43

      Priscila,
      no encontro vocálico, há um hiato, falamos em impulsos respiratórios distintos: es-tri-a-das.

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

  2. #3 por Terezinha Mesquita em 2 de fevereiro de 2017 - 17:37

    Professor, boa tarde! Estou confusa quanto a acentuação gráfica da palavra hífen, sei que a mesma deve ser acentuada, mas, não sei em qual regra enquadr’-la! Estudo pela gramática Domingos. Pachoal Cegala e lá as paroxítonas terminadas em “N”são acentuadas e de acordo com o seu material não são.Me ajude por favor!!! Desde já agradeço.

    Curtir

    • #4 por Joao Bolognesi em 2 de fevereiro de 2017 - 20:50

      Terezinha,

      as paroxítonas terminadas em EN são acentuadas: hífen, pólen, Éden, hímen, abdômen…

      Mas as paroxítonas terminadas em EM (ou o plural ENS) não são acentuadas: nuvem, jovem, item, subitem; nuvens, jovens, itens, subitens…

      Atenção: as paroxítonas terminadas em ENS não são acentuadas; por isso, as palavras “hifens, polens, himens, abdomens” não são acentuadas.

      Conclusão:

      – Paroxítona terminada em EM => não acentua => item

      – Paroxítona terminada em EN => acentua => hífen

      – Paroxítona terminada em ENS => não acentua => itens, hifens

      Por favor, reveja o material e notará que a distinção é um detalhe.
      Qualquer dúvida, volte a perguntar.

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

  3. #5 por Mayra Mattos em 2 de fevereiro de 2017 - 23:28

    Boa noite, professor. Estou estudando para a prova da PF e surgiu uma dúvida ao assistir sua última aula online, pode me ajudar?

    A palavra órgão é uma paroxítona, certo? Ela é acentuada por terminar em ditongo, por terminar em “ão” ou ambas as regras?

    Obrigada.
    Mayra de Mattos

    Curtir

    • #6 por Joao Bolognesi em 3 de fevereiro de 2017 - 01:09

      Mayra,
      realmente há concomitância de duas partes da regra. As duas a justificam, portanto a banca pode abordar isso da maneira que convier.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  4. #7 por Mayra Mattos em 3 de fevereiro de 2017 - 09:47

    Muito obrigadaaaa! Sua aula é muito boa! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  5. #8 por Karen Cunha em 6 de fevereiro de 2017 - 17:24

    Professor, boa tarde! A questão 5 da prova TRE/SP 2012, da FCC, exigia do candidato conhecimentos em concordância verbal. Confesso que ainda não consegui encontrar o erro no item “c”, que passo a transcrever:
    C) “Sempre haverá de aparecer aqueles que, diante de um espetáculo trágico, logram explorá-lo como oportunidade de comércio.”

    Pode tecer alguns comentário, por favor? Muito obrigada, Karen

    Curtir

    • #9 por Joao Bolognesi em 7 de fevereiro de 2017 - 01:54

      Karen, temos uma locução verbal, em que “haverá de aparecer” traz “haverá”como verbo auxiliar e “de aparecer” como principal.
      Portanto, o verbo “aparecer” é a referência para a análise (é o principal) e ele é um verbo normal, traz sujeito (“aqueles”), exigindo na locução verbal a concordância plural:
      “Sempre haverão de aparecer aqueles…”
      Na ordem direta: “Aqueles sempre haverão de aparecer…”

      Aqueles = sujeito
      “haverão de aparecer” = locução verbal
      “haverão” = verbo auxiliar
      “de aparecer” = verbo principal

      Bons estudos e boa sorte,
      João Bolognesi

      Curtir

      • #10 por Karen Cunha em 7 de fevereiro de 2017 - 17:07

        Excelente, Prof! Dúvida “espancada”!! Obrigada, Karen.

        Curtir

  6. #11 por Terezinha em 7 de fevereiro de 2017 - 12:41

    Professor , muito obrigada pela resposta anterior!

    Curtido por 1 pessoa

  7. #12 por KELLY MONT ALVAO em 13 de março de 2017 - 23:20

    Boa noite professor! Eu posso iniciar na redação sobre o que é o tema? Exemplo: Tema – Feminicidio. Pode começar dizendo na introdução do que se trata?

    Curtir

    • #13 por Joao Bolognesi em 16 de março de 2017 - 14:57

      Sim, sem dúvida alguma. Mas, sendo a dissertação argumentativa, é também necessário um posicionamento em face do tema e da proposta redacional.
      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  8. #14 por Kelly Mont'Alvão em 24 de março de 2017 - 20:10

    Boa tarde, professor! Poderia me ajudar no tema: Midiatização das tragédias e a indignação seletiva.
    Como casar as duas informações? SOCORROOOO, PROFESSOR!

    Curtir

    • #15 por Joao Bolognesi em 27 de março de 2017 - 01:05

      Trata-se do poder da mídia quando escolhe seus temas e dá a eles o tamanho (tempo de matéria, aprofundamento, repetição no dia, na semana…) que a eles interessa.

      Quantos casos extremamente polêmicos hoje nem lembramos, pois não há mais repercussão nos meios de comunicação?

      Bons estudos e boa sorte.

      Curtir

  9. #16 por RICARDO LIMA em 5 de abril de 2017 - 21:08

    Professor,
    estava procurando na área CATEGORIAS mas nao achei nenhum tópico relacionado a INTERPRETAÇÃO DE TEXTO.
    Se possível voce poderia criar essa categoria e colocar algum material relacionado a TIPOLOGIA TEXTUAL (tipos de texto, coesão, coerência, paráfrase)

    Curtir

    • #17 por Joao Bolognesi em 13 de abril de 2017 - 20:43

      Ricardo,

      sugestão aceita!

      Abraços.

      Curtir

      • #18 por RICARDO LIMA em 24 de abril de 2017 - 03:06

        Tem alguma previsão de quando pode estar disponível o material referente a tipologia textual?

        Curtir

      • #19 por RICARDO LIMA em 7 de maio de 2017 - 21:11

        Alguma data que voce podera publicar esse material?

        Curtir

  10. #20 por Yuri Ferreira em 11 de julho de 2017 - 18:21

    Professor, tenho dúvida com relação ao título de uma redação. Quando a proposta redacional nada mencionar, o professor aconselha a colocar um título ou não? Vi os exemplos postados aqui e eles não havia título, mas ainda tenho dúvida sobre. Obrigado desde já!

    Curtir

    • #21 por Joao Bolognesi em 15 de julho de 2017 - 00:25

      Yuri, não usar título, salvo se a proposta a exigir.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  11. #22 por Jessica Silvério em 27 de setembro de 2017 - 04:23

    Boa noite Professor.

    Por gentileza gostaria de esclarecer uma dúvida.

    Há muitos anos perdi a aptidão de escrever em letras cursiva.

    Gostaria de saber se posso escrever em letra bastão na redação?

    Curtir

    • #23 por Joao Bolognesi em 28 de setembro de 2017 - 19:17

      Jessica, não há restrição quanto à forma da letra. A única preocupação é com a legibilidade e as convenções gramaticais.
      Abraços.

      Curtir

    • #24 por Joao Bolognesi em 1 de dezembro de 2017 - 18:14

      Jessica,

      as bancas exigem legibilidade.
      Não há um critério em relação à forma da letra.

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

  12. #25 por Raphael em 23 de novembro de 2017 - 12:09

    Bom dia professor! poderia me ajudar com a seguinte questão?

    A frase que é coerente com a charge e está redigida de
    acordo com a norma-padrão da língua encontra-se em:
    (A) Os habitantes da Lua reagem com precaução à possível
    chegada dos terráqueos.
    (B) Os habitantes da Lua reagem com entusiasmo a
    possível visita dos terráqueos.
    (C) Os habitantes da Lua reagem com descaso a possí-
    vel invasão dos terráqueos.
    (D) Os habitantes da Lua reagem com preocupação à
    uma possível vinda dos terráqueos.
    (E) Os habitantes da Lua reagem com temor à um possível
    retorno dos terráqueos.

    Curtir

    • #26 por Joao Bolognesi em 1 de dezembro de 2017 - 16:57

      Raphael,
      alternativa correta: A.

      No restante, na B e C faltou o acento grave e nas duas últimas deve-se observar a área proibida da crase:

      (B) reagem com entusiasmo a possível visita (reagem com entusiasmo à possível visita = reagem com entusiasmo ao possível passeio)

      (C) reagem com descaso a possível invasão dos terráqueos (reagem com descaso à possível invasão = reagem com descaso ao possível assalto)

      (D) à uma possível vinda dos terráqueos (acento proibido antes de artigo indefinido)

      (E) à um possível retorno (acento proibidíssimo antes de artigo indefinido e palavra masculina)

      Materiais relacionados:
      https://joaobolognesi.com/2016/01/27/1a-licao-de-crase/

      Bons estudos e boa sorte!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: